• Mail pessoal:

    MSN: tcasaleiro@hotmail.com GERAL: tcasaleiro@gmail.com
  • Janela através das letras… (livro na cabeceira)

    Livros académicos de pouco interesse...
  • Janela dos Livros L’Idos

    Era bom que trocássemos umas ideias sobre o assunto - Mário de Carvalho

    O nome da Rosa - Umberto Eco

    Os filhos da meia noite - Salman Rushdie

    Manhã Submersa - Virgílio Ferreira

    Clara Pinto Correia - Os Mensageiros Secundários

    Jean François-Steiner - Treblinka

    José Saramago - O ano da morte de Ricardo Reis

    Muhammad Yunus - Criar um mundo sem pobreza

    Arundhati Roy - O Deus das pequenas coisas

    George Orwell - 1984

    Primo Levi - Se Isto É um Homem

    Miguel TORGA - Novos Contos da Montanha

  • Quantos já espreitaram através da janela

    • 13,989 espreitadelas
  • Novembro 2010
    M T W T F S S
    « Out   Dez »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    2930  

Os barulhos

Cheguei ao nosso local das refeições e só lá estava o Br. Michael . Um dos carmelitas seniores aqui no convento. As conversas são sempre engraçadas e ele está sempre alegre. Diz ele que não tem razões para estar triste. Diz que não se lembra de nenhuma.

Este fim-de-semana houve, aqui no espaço do convento, uma “Christmas Fayre” é uma feira de artesanato, doçaria e afins. Depois da oração do meio-dia, convidámos o Br. Michael para vir connosco ver a feira. Ele veio e lá foram 3 frades castanhos acolher alguns visitantes. Encontros, música, conversas, risos, barulhos.

Voltando à sala das refeições. O Br. Michael começou a falar dos tempos em que viveu em Nova Iorque. Das “avenues” que são largas e com muito trânsito cruzadas pelas “streets”. E eu perguntei se fazia muito barulho. E ele responde: “viviamos com o barulho, para nós ele não existia”.

Gosto destas conversas, simples, porque me fazem pensar.

Quantas vezes isto não nos acontece? Quantas vezes “esquecemos” coisas que passam a ser normais? Pobreza, maus tratos, prostituição, guerras, mortes na estrada, corrupção, falta de amor, falta de esperança, falta de vida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: