• Mail pessoal:

    MSN: tcasaleiro@hotmail.com GERAL: tcasaleiro@gmail.com
  • Janela através das letras… (livro na cabeceira)

    Livros académicos de pouco interesse...
  • Janela dos Livros L’Idos

    Era bom que trocássemos umas ideias sobre o assunto - Mário de Carvalho

    O nome da Rosa - Umberto Eco

    Os filhos da meia noite - Salman Rushdie

    Manhã Submersa - Virgílio Ferreira

    Clara Pinto Correia - Os Mensageiros Secundários

    Jean François-Steiner - Treblinka

    José Saramago - O ano da morte de Ricardo Reis

    Muhammad Yunus - Criar um mundo sem pobreza

    Arundhati Roy - O Deus das pequenas coisas

    George Orwell - 1984

    Primo Levi - Se Isto É um Homem

    Miguel TORGA - Novos Contos da Montanha

  • Quantos já espreitaram através da janela

    • 13,989 espreitadelas
  • Dezembro 2009
    M T W T F S S
    « Nov   Jan »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031  

Toca o sino…

Tenho na memória diferentes tipos de sinos.

Na casa dos meus avós havia um pequeno que estava sempre numa pequena prateleira; havia também o badalo das ovelhas.

Lembro-me dos sinos de Taizé, tão profundos e tão alegres.

Lembro-me do carrilhão de Mafra, imponente e inspirador.

Lembro-me, agora, de tantos outros que “se cruzaram” comigo, em momentos de festa, de tristeza.

E agora ouço uns sinos que …. ME IRRITAM PROFUNDAMENTE porque entoam músicas de Natal! Arghhhhhhhh!

São os sinos do Sameiro e como vivo a meia dúzia de passos ouço-os nitidamente, e como o lamento.

Desculpem este desabafo! Um Feliz Natal para todos e que sintamos a presença de Deus na nossa vida ao longo do resto do ano.

Uma resposta

  1. Amigo…
    Aqui estou…
    Este texto do sinos despertou-me na medida em que como tu nem sempre os sinos falam de melodias ou de sentimentos agradáveis.
    Mas també é verdade que os sinos, de Natal ou não, são pontos de parágem na nossa vida e que nos impulsionam a olhar para o alto, não o alto da torre, mas o alto dos nossos objectivos, daquilo que somos e como somos.
    E quando a nossa história humana é partilhada com a simplicidade de um AMIGO o toque do sino torna-se suave e passa a ter outra harmonia.
    Obrigado por seres harmonia na músida da Vida.
    Estou…

    Alb

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: