• Mail pessoal:

    MSN: tcasaleiro@hotmail.com GERAL: tcasaleiro@gmail.com
  • Janela através das letras… (livro na cabeceira)

    Livros académicos de pouco interesse...
  • Janela dos Livros L’Idos

    Era bom que trocássemos umas ideias sobre o assunto - Mário de Carvalho

    O nome da Rosa - Umberto Eco

    Os filhos da meia noite - Salman Rushdie

    Manhã Submersa - Virgílio Ferreira

    Clara Pinto Correia - Os Mensageiros Secundários

    Jean François-Steiner - Treblinka

    José Saramago - O ano da morte de Ricardo Reis

    Muhammad Yunus - Criar um mundo sem pobreza

    Arundhati Roy - O Deus das pequenas coisas

    George Orwell - 1984

    Primo Levi - Se Isto É um Homem

    Miguel TORGA - Novos Contos da Montanha

  • Quantos já espreitaram através da janela

    • 13,989 espreitadelas
  • Dezembro 2009
    M T W T F S S
    « Nov   Jan »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031  

A beleza

Curioso, curioso foi ter falado sobre a beleza numa aula de Tutoria na semana passada. De forma interessante, o professor mostrou-nos exemplos de arte, em várias dimensões (arquitectura, pintura, escultura, música, poesia).

Conhecem Adélia Prado? Eu não conhecia, tinha lido um texto dela no ano passado mas este ano ouvi as palavras saírem da sua pessoa! Convido-vos a escutar este vídeo. Vão querer repetir e repetir para poder captar aquilo que Adélia nos quer dizer:

Ela fala do Panis Angelicus; escutemos a música interpretada por Andrea Bocelli:

O papa Bento XVI promoveu um encontro internacional com artistas. Como estas coisas não são polémicas e não provocam a divisão não interessam aos media. Neste encontro foi lançado um apelo: “Recordai-vos que sois os guardiães da beleza no mundo!” Por outro lado, Bento XVI afirma: “A fé nada tira ao vosso génio, à vossa arte, antes exalta-o, nutre-o, encoraja-o”

Mas que tem a arte a ver com a vida, nos dias de hoje. De forma simples mas profunda este homem diz: “em todas as suas expressões, a arte, no momento em que se confronta com as grandes interrogações da existência, com os temas fundamentais de que deriva o sentimento do viver, pode assumir uma valência religiosa e transformar-se num percurso de profunda reflexão interior e de espiritualidade”

A arte tem, para mim, este fim: interrogar-me sobre quem sou, de onde vim e para onde vou!

Uma resposta

  1. Bem, a música é linda. Nem mais palavras há.

    A Adélia, pelo que ouvi aqui, mostra uma sabedoria enorme. E tu percebes bem o que quero dizer com sabedoria.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: