• Mail pessoal:

    MSN: tcasaleiro@hotmail.com GERAL: tcasaleiro@gmail.com
  • Janela através das letras… (livro na cabeceira)

    Livros académicos de pouco interesse...
  • Janela dos Livros L’Idos

    Era bom que trocássemos umas ideias sobre o assunto - Mário de Carvalho

    O nome da Rosa - Umberto Eco

    Os filhos da meia noite - Salman Rushdie

    Manhã Submersa - Virgílio Ferreira

    Clara Pinto Correia - Os Mensageiros Secundários

    Jean François-Steiner - Treblinka

    José Saramago - O ano da morte de Ricardo Reis

    Muhammad Yunus - Criar um mundo sem pobreza

    Arundhati Roy - O Deus das pequenas coisas

    George Orwell - 1984

    Primo Levi - Se Isto É um Homem

    Miguel TORGA - Novos Contos da Montanha

  • Quantos já espreitaram através da janela

    • 13,989 espreitadelas
  • Março 2009
    M T W T F S S
    « Fev   Abr »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031  

Quem é Quem?

Quem não se lembra daquele famoso jogo: “quem é quem?”?  Nesse jogo tentávamos descobrir quem era a figura do outro através das suas características, que não mudavam (excepto quando o nosso adversário fazia batota!!!).

Hoje em dia já não sabemos quem são os outros, neste tipo de selva as características do outro mudam constantemente. De cabelo branco passa para ruivo, de gordo a magro…

Nós apenas conhecemos o outro quando este se revela, se dá a conhecer. E quando conhecemos acreditamos necessariamente no outro!

À nossa volta o mundo muda constantemente! Será que as pessoas deviam mudar constantemente? Nesta era do vazio em que se afirma e exalta a liberdade individual a troco de tudo onde pode o homem encontrar segurança???

Os Xutos & Pontapés, como banda rock que são, alertam para problemas reais. Neste mundo já não sabemos “Quem em quem”!

Quem é quem
Pé ante pé na noite fechada
Para deixar presa a hiena esfomeada
Dos olhos escapa um brilho cruel
Matar a fome é o seu papel

O comboio de chibos avança com o trigo
E trazendo armas prontas fixas no seu tejadilho

Uma cor de sangue o sol derrama
Enquanto Nasce
Enquanto Nasce o horror
Na terra Africana

Num fechar e olhos cercam a aldeia
Todos à caça na sua alcateia
As gentes fogem ainda estremunhadas
Rapidamente são apanhadas

Não há quem lhes escape
Não há quem resista
São os Senhores da Guerra
Essa raça maldita
Procuram prazer num jogo mortal
Ficamos sem saber
Quem é o homem, quem é o animal

Quem é quem
Nesta selva sangrenta
Quem é quem
Neste dia violento
Quem é quem
Deixando um rasto com um toque de dor
Quem é quem
Por aqui passaram os filhos do ditador

Uns sem pai de uma mãe esfomeada
A lei do mais forte é lhes sempre aplicada
As balas foram as suas primeiras letras
As facas do mato as suas canetas
Com elas escrevem uma história de terror
Com brasas, cobre e gritos de dor

Quem é quem
Pergunta a hiena
Fervendo o sangue
A correr nesta arena

Quem é quem
Nesta selva sangrenta
E a milícia de sangue sedenta
Quem é quem
Neste dia violento
Mulheres e crianças são o seu movimento
Quem é quem
Deixando um rasto com um toque de dor
Quem é quem
Por aqui passaram os filhos do ditador

Quem é quem
Quem é quem

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: