• Mail pessoal:

    MSN: tcasaleiro@hotmail.com GERAL: tcasaleiro@gmail.com
  • Janela através das letras… (livro na cabeceira)

    Livros académicos de pouco interesse...
  • Janela dos Livros L’Idos

    Era bom que trocássemos umas ideias sobre o assunto - Mário de Carvalho

    O nome da Rosa - Umberto Eco

    Os filhos da meia noite - Salman Rushdie

    Manhã Submersa - Virgílio Ferreira

    Clara Pinto Correia - Os Mensageiros Secundários

    Jean François-Steiner - Treblinka

    José Saramago - O ano da morte de Ricardo Reis

    Muhammad Yunus - Criar um mundo sem pobreza

    Arundhati Roy - O Deus das pequenas coisas

    George Orwell - 1984

    Primo Levi - Se Isto É um Homem

    Miguel TORGA - Novos Contos da Montanha

  • Quantos já espreitaram através da janela

    • 13,989 espreitadelas
  • Fevereiro 2009
    M T W T F S S
    « Jan   Mar »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    232425262728  

Boa noite ilustríssimos, caríssimos, excelentíssimos, doutores, mestres, professores, engenheiros e comuns mortais

Fico-me somente pelos “comuns” mortais…

Nos últimos dias tenho assistido a algumas feiras de vaidades, e com isto quero dizer que tenho assistido a cenas em que determinadas pessoas se elevam por causa dos seus honorabilíssimos títulos!

Isto acontece desde sempre, mas esta semana isso chamou-me muito à atenção! (será que, efectivamente, tenho medo que isso me aconteça? Não sei.)

Porque raio (utilizando uma expressão vernácula, que em nada se adequa ao alto nível deste post) uma pessoa que tem o título A, B ou C há-de ser melhor?

Lá dizia a Sra. Enfª Prendi (o Sra. Enf.ª não tem a ver com títulos é simplesmente cortesia e boa educação) que uma pessoa não é competente só pelos canudos que leva consigo. As pessoas são competentes quando na acção o mostram!

Fico realmente preocupado se as pressões das nossas sociedades nos levam a este ponto. É grave pois mesmo a pessoa mais simples, e conheço bons exemplares, quando vai a uma conferência leva logo com o carimbo do  Exmo. Prof. Doutor, bla bla bla! É terrível pois colocamos os títulos (até mesmo quando falamos) antes da própria pessoa (valham-nos os Estados Unidos da América que os colocam no fim do nome)!

Queira Deus e aqueles que me rodeiem que as pressões não se façam sentir. E, no fim de tudo, a humildade é algo tão bonito e simples…

Abraceijos!

PS: perdoem-me os ilustríssimos, digníssimos, (alguns) reverendíssimos, e blá, blá, blá

PS2: como dizia o outro – menos palavras e mais trabalho!

2 Respostas

  1. Concordo contigo!
    Deixem-se de salamaleques e dêem ao cabedal!
    Além disso, Dr, Eng, et,c etc, não vem no BI…..

  2. suscitaste uma reflexão curiosa da minha parte com este post, caro colega…
    nós não somos na essência o engenheiro de tal, o enfermeiro de tal, ou o doutor de tal…somos pessoa a, b ou c e não deixamos da ser a partir do momento em que conquistamos o títAlo…devíamos recordar isso mais vezes…assim como as mulheres não deixam de ser elas mesmas quando optam ou não por ter o nome do marido…é uma comparação estapafúrdia, mas é mais ou menos o mesmo…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: